5 GRANDES ATAQUES TERRORISTAS DOS QUADRINHOS!

0
5 GRANDES ATAQUES TERRORISTAS DOS QUADRINHOS! 1

Terrorismo é um tema complicado de se colocar nos quadrinhos. As editoras normalmente fazem alegorias e metáforas, mas dificilmente abordam o tema em si. No pós-11 de setembro, muitos heróis participaram da Guerra ao Terror. No entanto, a forma como os ataques são tratados nos quadrinhos é um pouco diferente. Confira 5 grandes ataques terroristas dos quadrinhos!

11 de Setembro

Depois que as Torres Gêmeas foram atacadas, em 11 de setembro de 2001, a Marvel deu um tempo com as histórias cósmicas para fazer alegoria a eventos do mundo real.

Uma das principais revistas a abordar o assunto foi a edição 36 de Spider-Man Vol.2, que mostrou os super-heróis trabalhando junto com as autoridades para resgatar sobreviventes e limpar os destroços.

Sociedade Secreta de vilões em Blüdhaven

5 GRANDES ATAQUES TERRORISTAS DOS QUADRINHOS! 2

Blüdhaven é uma das cidades vizinhas de Gotham. Mais conhecida por ser o local onde o Asa Noturna começou sua carreira solo como combatente do crime. No entanto, a cidade já sumiu do mapa.

Durante Crise infinita, a Sociedade Secreta de Super-Vilões decidiu lançar Chemo, uma massa química semi-consciente, contra Blüdhaven. A explosão seguida pela proliferação química matou mais de 100 mil pessoas.

Prometheus em Star City

Em Um Grito por Justiça, Prometheus cria uma trama complexa para teletransportar várias cidades para fora Terra. Acontece que o teletransportador dá problema em Star City, a cidade natal do Arqueiro Verde, e o vilão deixa que a explosão da máquina oblitere uma enorme área da cidade.

A destruição deixou uma marca na forma de uma estrela. Mais tarde, o Desafiador visita a cidade e criar uma floresta que agora decora o meio dela.

Mongul e Ciborgue Superman em Coast City

5 GRANDES ATAQUES TERRORISTAS DOS QUADRINHOS! 3

Depois da morte do Homem de Aço, Mongul e o Superman Ciborgue bombardearam Coast City, liberando espaço para a criação de uma nova Warworld, uma arma de destruição em massa. Mais de sete milhões de pessoas morreram.

Hal Jordan em Oa

Coast City era a cidade nativa do Lanterna Verde, Hal Jordan. Depois que a cidade foi destruída e sua população morta, ele tentou trazer todos de volta à vida, mas não havia poder suficiente em seu anel.

Já que não é permitido aos Lanternas Verdes usar o seus poderes para ganhos pessoais, a tropa envia representantes para confiscar o anel do Lanterna da Terra. Hal se volta contra os representantes e tenta roubar a energia deles. Sua ira o levou para Oa, onde ele drenou a Bateria Principal, dizimou a Tropa dos Lanternas Verdes, matou Sinestro e Os Guardiões, e se tornou o vilão Parallax.